Modelização e Gestão de Equipamentos e Sistemas Elétricos no Sector Residencial

María Bruno Martins, Ana Isabel Pereira, Orlando Soares

Resumen


O aumento da produção distribuída nas redes elétricas em geral, e da energia solar fotovoltaica em particular, colocam novos desafios na utilização da energia, na operação do sector elétrico e de planeamento das redes. Em relação ao primeiro, os consumidores deixaram de ter apenas esse papel e assumem também um papel de produtores de energia, tornando-se ativos nos sistemas elétricos de energia, ou seja, tornam-se prosumidores. Neste contexto, apresenta-se neste trabalho uma alternativa para que os prosumidores possam tirar proveito da energia que produzem para cobrir parte das suas necessidades de eletricidade. De forma a gerir estas necessidades apresentam-se as características de diversos equipamentos e sistemas elétricos do sector residencial que permitem o traçado de um perfil de cargas e otimiza-lo adequando-o à disponibilidade diária de produção, em particular a de origem fotovoltaica. Para a identificação dessas características recorreu-se à Série de Fourier para aproximar a curva resultante dos dados reais obtidos por monitorização. Depois de caracterizados os equipamentos, traçado o perfil de consumos diários de uma habitação é feita a sua otimização de modo a aproveitar o máximo da energia elétrica produzida pelos painéis fotovoltaicos.



Palabras clave


Ajuste de Curvas, Série de Fourier, Autoconsumo, Sistemas Fotovoltaicos, Perfis de Consumo.

Texto completo:

PDF

Referencias


European Central Bank. (2010). Energy markets and the macro-economy”, Occasional Paper Series 113. Recuperado de https://www.ecb.europa.eu/pub/pdf/other/energymarketandeuroareamacroeconomy201006en.pdf?cde1c863fa65d0aaf57a2cdd554061f2

ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. (2015). Tarifas e Preços para a Energia Elétrica e Outros Serviços em 2016. Recuperado de www.erse.pt, Dezembro

Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Governo de Portugal. (2014). Decreto-Lei nº 153/2014, de 20 de outubro.

União Europeia (2015). Energy Performance of Buildings Directive (EPBD), EPBD Compliance Study - Final Report.

SMA Solar Techology. (s.f.). Optimização do consumo próprio, Guia de planeamento. Recuperado de https://pt.krannich-solar.com/fileadmin/content/data_sheets/data_communication/portugal/SMA_Sunny_Home_Manager_KD18944.pdf

DGEG (2004). Eficiência energética em equipamentos e sistemas eléctricos no sector residencial. ISBN 972-8268-31-9.

Chapra, S. C. e Canale, R. P. (2008). Métodos Numéricos para Engenharia, 5ª ed., McGraw-Hill.

Ralston, A. e Rabinowitz, P.(2001). A First Course in Numerical Analysis, 2nd ed., McGraw-Hill and Dover.

Franco, N. B. (2006). Cálculo Numérico, Pearson Prentice Hall.

Gerald, C. F. e Wheatley, P. O. (1999). Applied Numerical Analysis, 6th ed., Addison-Wesley.

Kreider, D., Ostberg, D. R., Kuller, R. C., and Perkins, F. W. (1972) Introdução à Análise Linear, Ao Livro Técnico S.A., Rio de Janeiro.

Myers, D. R. (2013). Solar Radiation: Practical Modeling for Renewable Energy Applications, CRC Press.

Badescu, V. (2008). Modeling Solar Radiation at the Earth's Surface, Springer.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2018 María Bruno Martins, Ana Isabel Pereira, Orlando Soares

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.