O perfil empreendedor do contador no município de Custódia-Pe

Stefany Dayse Figueirôa de Vasconcelos, Zaidiana Lemos Zaidan, Emanuel Leite

Resumen


O empreendedorismo tem sido muito debatido no mundo nos últimos anos. Tem como matéria prima a inovação, por isto é tão importante, pois na medida em que inova, gera riqueza e emprego, dinamizando a economia.  Desta forma, todo empresário, neste caso o contador que tem seu escritório, necessita desenvolver seu perfil empreendedor, para que permaneça competitivo no mercado. Sendo assim, uma das formas de continuar nesse mercado e ser competitivo é ter um perfil empreendedor. Desta forma, a pesquisa teve como problemática entender quais as principais características que formam o perfil empreendedor do contador da cidade de Custódia-PE. Foi uma pesquisa de campo, do tipo descritiva e exploratória, com uma abordagem quantitativa. Foi aplicado um questionário sobre perfil empreendedor de Dornelas (2015) com os oito contadores que possuem escritórios de contabilidade no município de Custódia. Foi possível perceber que o perfil empreendedor dos contadores precisa, além de conhecimentos técnicos, adotar outras características que os tornem hábeis em suas decisões, e que sejam enxergadas como um diferencial contribuindo para o seu sucesso profissional.Tem como características mais presentes a motivação para realização, autocontrole, influenciador e propensão a assumir riscos. Porém, deixam a desejar a habilidade resolução de problemas.

Texto completo:

PDF

Referencias


Chiavenato, I. (2012) Empreendedorismo: dando asas ao espírito empreendedor. Dados Coletados no IBGE.

Degen, R. J. (2009). O empreendedor: empreender como opção de carreira/ Ronaldo Jean Degen.- São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Dolabela, F. (2006). O segredo de Luísa. 30ª Ed.; São Paulo: Editora de Cultura.

Dolabela, F. (2008). O segredo de Luísa. Rio de Janeiro: Sextante.

Dornelas, J. C. de A. (2008). Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. 3. Ed. – Rio de Janeiro: Elsevier, 2008 – 3º reimpressão.

Dornelas, J. C. de A. (2014). Empreendedorismo: Transformando ideias em negócios. 5. Ed. Rio de Janeiro: Empreende.

Dornelas, J. C. (2015). Habilidades para o potencial empreendedor. Apostila. São Carlos SP.

Gil, A. C. (2009). Métodos e Técnicas de pesquisa social. 6ª ed. São Paulo: Atlas.

Gil, A. L. (2006). Palestra ministrada no VI Seminário de Ciências Contábeis: “Contabilidade como instrumento de Gestão Região Sul de Mão Grosso”, realizado em Rondonópolis, MT, 01 de novembro de 2006.

Global entrepenuship monitor (2013). Empreendedorismo no Brasil, Relatório executivo; Brasil: SEBRAE.

Global entrepenuship monitor (2014). Empreendedorismo no Brasil, Relatório executivo; Brasil: SEBRAE.

Las Casas, A. L. (2008). Administração de marketing: conceitos, planejamentos e aplicações à realidade. 1ª ed. – São Paulo: Atlas.

Leite, E. (2012). O fenômeno do empreendedorismo. São Paulo: Saraiva, 2012.

Marconi, M. de A.; Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos de metodologia científica. 5ª ed. São Paulo: Atlas.

Marion, J. C. (2009). Contabilidade básica / José Carlos Marion. -10. Ed. – São Paulo: Atlas.

Marion, J. C. (2007). Contabilidade Empresarial. 13ª ed. São Paulo: Atlas.

Robbins, S. P. (2005).Comportamento Organizacional. 11ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Sá, A. L. de. (2009). Fundamentos da contabilidade geral. Curitiba: Juruá.

Silva, A. C. R. da.(2008). Metodologia da pesquisa aplicada a contabilidade: orientações de estudos, projetos, artigos, monografias. 2ª ed. São Paulo: Atlas.

Vieira, M. das G.(2006). A ética na profissão contábil. São Paulo: Thomson.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2017 Revista Raites

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.